Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Vírus da pólio pode voltar a circular com queda da vacinação; adultos também podem se imunizar

Por Agência Radio 2

Mal-estar, febre, dor na garganta e na cabeça, vômitos, dores nas costas ou rigidez muscular, paralisia parcial ou total dos membros inferiores.

Esses são sintomas da poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, uma doença grave que pode levar à morte.

Sem o registro de casos no Brasil desde 1990, ela é causada pelo poliovírus e a prevenção é feita com a vacinação das crianças com até cinco anos de idade.

Mas a crescente queda nas taxas de imunização eleva o risco de novos casos importados de poliomielite, pois o vírus ainda circula em países como Afeganistão e Paquistão.

A poliomielite pode provocar rigidez nos músculos, perda do movimento das pernas, dificuldade para engolir e para respirar.

O paciente sofre paralisias em consequência das retrações musculares, e a doença não tem cura

A maioria das pessoas infectadas não apresenta sintomas, mas pode transmitir o vírus aos outros.

Médicos reforçam que a vacinação é a única maneira de prevenir a poliomielite e evitar que a doença volte a circular no Brasil.

Quem deixou de ser imunizado contra a poliomielite na infância, pode fazer isso em qualquer idade.

A vacina também é recomendada para pessoas que vão viajar para regiões onde há casos da doença.