Vai se aposentar este ano? Atenção às mudanças nas regras de transição

Por Agência Rádio 2 – 04/01/2021

 

A reforma da previdência completou um ano em novembro de 2020 e, pra quem não lembra, ela impôs uma série de mudanças nas regras para dar entrada no benefício.

A idade mínima, por exemplo, passou a ser 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Muitos trabalhadores quem já estavam na base da previdência ficaram sujeitos a regras transitórias de aposentadoria.

Essas regras de transição se modificam anualmente.

Então, se você pretende dar entrada na aposentadoria agora em 2021, fique atento às principais alterações para optar pela forma mais vantajosa pra você.

Existe a transição por sistema de pontos, que prevê o trabalhador deve alcançar uma pontuação que resulta da soma de sua idade mais o tempo de contribuição.

Este ano, o número de corte, vamos dizer assim, é de 88 para as mulheres e de 98 para os homens – respeitando, vale ressaltar, o tempo mínimo de contribuição para cada gênero: 35 anos para eles e 30 anos para elas.

Tem a regra de transição por tempo de contribuição mais a idade mínima. Agora em 2021, as mulheres precisarão ter 57 anos e os homens, 62 anos, também respeitando o tempo mínimo de contribuição.

E a última regra de transição é a que considera a idade. Neste caso, para os homens, a idade mínima já é de 65 anos e, para as mulheres, que era de 60 anos, em 2020, passa a ser 61 agora. Para ambos os sextos, por essa regra, o tempo mínimo de contribuição exigido é de 15 anos.

Vale ressaltar que o cálculo da remuneração da aposentadoria varia conforme a regra de transição escolhida. Então, é preciso analisar casa situação para ver qual a mais vantajosa.