Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Vacina da Pfizer deve ter intervalo de 3 meses para a segunda dose, recomenda MS

Por Agência Rádio 2 – 04/05/2021

Ministério da Saúde anunciou, na segunda-feira, novo protocolo para vacinação com o imunizante da Pfizer: o intervalo entre a primeira e a segunda dose deve ser de três meses.

A vacina da farmacêutica norte-americana em parceria com a empresa alemã BioNTech começou a ser distribuída aos estados na segunda-feira.

O intervalo segue o protocolo adotado no Reino Unido, primeiro país a utilizar o fármaco contra a Covid-19.

O ministério justificou a medida com base na conduta adotada também em Israel e Estados Unidos, que apontaram mais de 80 POR CENTO de eficácia após aplicação de uma dose.

Na bula da farmacêutica, o prazo indicado para completar a imunização é de 21 dias.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga anunciou, ainda na segunda-feira, novo acordo com a Pfizer para adquirir mais 100 milhões de doses da vacina, dos quais, 35 milhões devem ser entregues em outubro.

Queiroga afirmou que o Brasil terá 200 milhões desse imunizante, suficiente para vacinar metade da população ainda este ano.

O primeiro acordo, para entrega de 100 milhões de doses foi assinado em março e o lote inicial, com UM MILHÃO de doses desembarcou no aeroporto de Viracopos, em Campinas, na última sexta-feira.