Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Última instância da justiça italiana confirma condenação de Robinho por estupro coletivo

Por Agência Rádio 2 – 20/01/2022

 

Justiça da Itália anunciou a condenação definitiva de Robinho por estupro.  

O julgamento do ex-craque do Santos e da seleção brasileira na Corte de Cassação de Roma, que equivale ao Supremo Tribunal Federal no Brasil e é a terceira e última instância da justiça do país, aconteceu nesta quarta-feira.  

A audiência analisou recurso apresentado pelos advogados de Robinho e seu amigo, Ricardo Falco, acusado do mesmo crime 

Cinco juízes, sendo quatro homens e uma mulher, foram responsáveis pelo veredicto final.  

Corte negou recurso e ratificou a pena de nove anos de prisão para ambos, já aplicada em instância anterior.

O crime cometido por Robinho aconteceu em uma boate de Milão, em janeiro de 2013, época em que o brasileiro era estrela do time do Milan.  

Ele e Falcosegundo a denúncia da Procuradoriaparticiparam da violência sexual contra uma mulher de origem albanesa. Outros 4 brasileiros também estariam envolvidos no caso, mas deixaram a Itália durante a investigação e não foram acusados. 

Como a sentença proferida nesta quarta-feira é definitiva, Robinho passa a ser considerado culpado e deve cumprir a pena de nove anos de prisão. 

Ele, no entanto, está no Brasil e não poderá ser extraditado para cumprir pena na Itália, já que a Constituição do nosso país proíbe a extradição de brasileiros. 

No entanto, a legislação brasileira prevê a transferência de execução de pena para os casos em que a extradição não é possível, e as autoridades italianas podem solicitar ao Superior Tribunal de Justiça do Brasil o cumprimento da pena aqui no país.