Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Total de pedidos de seguro-desemprego em 2021 foi o menor em 15 anos

Por Agência Rádio 2 – 07/02/2022

 

Cai o número de pedidos de seguro-desemprego no Brasil.

Um levantamento realizado pelo portal G1, com base em números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho, revelou que o total de solicitações pelo beneficio, no ano passado, foi o menor em desde 2006.

A todo, 6.087.576 pessoas pediram o seguro-desemprego entre janeiro e dezembro do ano passado, 10% a menos que o que havia sido registrado um ano antes, em 2020.

O Ministério do Trabalho avalia que parte importante da queda pode ser atribuída ao BEm, o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.

O programa, criado em meio à pandemia, permitiu a redução de jornada e salário ou suspensão do contrato de trabalho e vigorou de abril a dezembro de 2020 e de abril a agosto do ano passado.

Como contrapartida, os trabalhadores garantiram o direito à estabilidade pelo tempo equivalente à suspensão do contrato ou à redução da jornada.

Segundo dados oficiais, o programa ajudou a preservar mais de 11 milhões de vínculos de trabalho – e esses trabalhadores não tiveram necessidade de acionar o seguro-desemprego.

O benefício, vale lembrar, é concedido para o trabalhador formal que é demitido sem justa causa.

Importante dizer também que as altas taxas de informalidade no mercado de trabalho brasileiro também contribuem para a queda das solicitações de seguro-desemprego.

Isso porque o trabalho informal, situação de 40% dos trabalhadores, segundo últimos dados disponíveis, não dá direito ao benefício.