Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Tentativas de fraudes em compras online crescem e passam de 2,6 milhões em 6 meses

Por Agência Rádio 2 – 22/07/2021

 

A pandemia do novo coronavírus acelerou a tendência de realizar compras online e usar pagamentos digitais em vez de dinheiro físico. 

O e-commerce, que já vinha crescendo no nosso país, disparou nos últimos meses. 

Mas ao mesmo tempo em que o volume desse tipo de transação aumenta, crescem as tentativas de golpes.  

Levantamento realizado por uma empresa antifraude revela que, nos seis primeiros meses desse ano, houve ao menos 2 milhões e 600 mil tentativas de roubo entre 152 milhões de transações digitais.  

Comparando com o mesmo período de 2020, as tentativas de fraude aumentara mais de 30%.  

Na avaliação dos analistas do estudo, um dos principais motivos para o aumento é que há mais consumidores, digamos, menos cautelosos.  

Muitas das pessoas que aderiram a prática do consumo online são vistas como clientes mais vulneráveis, o que acaba abrindo caminho para golpistas.  

Não há como garantir a segurança total em compras online, mas certos cuidados podem ajudar a evitar contratempos. 

Antes de fazer as compras pela internet, verifique se a loja tem tradição em vendas on-line. Acessar sites especializados em reputação do varejo é importante neste momento. 

Na hora de fazer o pagamento, certifique-se também de que está realizando a transação em ambiente seguro. Um jeito fácil de fazer isso é olhando se, na página de pagamento, aparece um cadeado fechado ao lado do endereço do site. 

Evite também comprar em lojas virtuais que ofereçam preços muitos abaixo do que os que são praticados pelos concorrentes. Nesse caso, a possibilidade de ser golpe é muito maior. 

Se não tiver absoluta certeza sobre a segurança da plataforma e, mesmo assim, optar em realizar a compra, prefira fazer o pagamento por boleto bancário. 

Sempre que optar por finalizar uma compra usando cartão de crédito, o melhor é usar a versão virtual do seu cartão e não a versão física.  

Além disso, é recomendado não permitir que os seus dados sejam armazenados pelo site para futuras compras. 

Também não é recomendável usar computadores públicos ou redes Wi-fi abertas para finalizar as compras.