Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Técnicos denunciam exportação de 3 mil cargas de madeira sem autorização do Ibama

Por Agência Rádio 2 – 25/05/2021

 

Ao menos 3 mil cargas de madeira da Amazônia, originárias do Pará, foram exportadas ilegalmente, sem autorização do Ibama.

A denúncia foi feita por três técnicos do órgão que atuavam diretamente na área de fiscalização das exportações.

Eles revelaram que o produto seguiu para diversos países.

A exportação ilegal de madeira da Amazônia é investigada pela Operação Akuanduba da Polícia Federal.

Os técnicos foram ouvidos como testemunhas e os relatos embasam processos que incriminam o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles e o presidente do Ibama, Eduardo Bim, que foi afastado do cargo por 90 dias.

A quantidade resultou de um cálculo do setor de inteligência do órgão.

Os técnicos falaram sobre um documento em que se posicionam contrários à flexibilização da fiscalização.

E que a presidência ignorou o alerta e autorizou a exportação de madeira sem análise do setor técnico.

Após o início da Operação da PF, por ordem do Supremo Tribunal Federal, o despacho da presidência do Ibama foi suspenso.

Segundo a investigação, o ministro Salles teve participação na liberação da madeira sem certificação.