Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

TCU aponta falha no cronograma e falta de vacinas para concluir imunização de grupos prioritários

Por Agência Rádio 2 – 27/04/2021

 

Riscos ao sucesso da meta de vacinação contra a Covid-19 dos grupos prioritários no Brasil são a baixa quantidade de doses enviadas aos estados e a falta de um cronograma para disponibilização dos imunizantes.

A conclusão é de estudo feito em março pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com gestores de 26 secretarias do órgão nos estados.

O documento fala em dificuldades na relação entre representantes de entidades subnacionais e os do Ministério da Saúde para executar o plano de imunização.

Entre as justificativas citadas há falhas na comunicação e falta de conhecimento sobre elaboração e coordenação do programa vacinal.

A conclusão é que o plano de vacinação deveria ter mais participação dos executores.

O Tribunal concluiu que o Ministério da Saúde não assumiu a execução do programa – atribuição prevista em lei – e deixou a responsabilidade para estados e municípios.

Outra falha apontada foi a deficiência na identificação do público-alvo por parte do ministério em relação à necessidade local.

O relatório necessita ser aprovado no plenário do TCU.