Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Serviço de Nefrologia da Santa Casa de São Carlos realiza festa julina para os pacientes

Com Informações e fotos da Assessoria da Santa Casa – 16/07/2021

 

Serão dois dias de música sertaneja, bingo com distribuição de prendas e comidas típicas. A ação faz parte do trabalho de humanização do hospital.

 

 

Manoel de Lima é um dos 220 pacientes do Serviço de Nefrologia da Santa Casa

 

15 de julho de 2021 – O Serviço de Nefrologia da Santa Casa realiza nos dias 15 e 16 de julho a Festa Julina para os pacientes. Vai ser realizado Bingo com prendas doadas pelo Grupo de Voluntárias da Santa Casa, coordenado pela Mariangela Pucci, e também pela Poupée acessórios. Também vai ter doces típicos doados pelo Doces Tiquinho, além de pipoca e chá de gengibre.

A Festa Julina também vai contar com a animação da Dupla Pedro Vítor e Mariana, que vai se apresentar em três momentos nos dois dias da ação.

“Nós ficamos muito gratos pelo convite feito pelo hospital. Pedro e eu tínhamos um tio muito querido que passou pelo tratamento no Serviço de Nefrologia e sabemos o quão sofrido é para esses pacientes. Por isso, para nós, participar desse momento, é uma forma de agradecer pelo atendimento que nosso tio recebeu aqui e, mais ainda, de alegrar um pouquinho o dia de quem passa horas aqui fazendo hemodiálise”, declara a cantora Mariana.

Essa ação faz parte de um Programa de Humanização que está sendo reestruturado e consolidado na Santa Casa. Em junho, o hospital aderiu ao Movimento Internacional “O que importa para você” e parte das atividades realizadas na Festa Julina foram sugeridas pelos próprios pacientes do Serviço de Nefrologia. “

“Ao praticar a escuta ativa e atenta, passa a existir uma maior integração entre os profissionais de saúde, os pacientes e familiares, e essas são as premissas do cuidado centrado na pessoa. A ideia é incentivar a equipe de profissionais de saúde a ouvir quais são as necessidades do paciente, partindo das expectativas que o próprio paciente tem em relação ao cuidado. Ao perguntarmos o que a pessoa quer, do que gosta, quais são as suas preocupações, passamos a compreender melhor a situação do paciente e isso faz com que o cuidado seja mais humanizado”, explica a Diretora de Práticas Assistenciais da Santa Casa, Vanessa de Freitas.

 

A dupla Pedro Vitor e Mariana alegrou voluntariamente a Festa Julina 2021

 

O SERVIÇO DE NEFROLOGIA

 

O bingo com entrega de prendas doadas pelo Grupo de Voluntárias da Santa Casa foi uma das atividades da Festa Julina 2021

 

Em maio de 2019, a Santa Casa assumiu o Serviço de Nefrologia, que funcionou de forma terceirizada durante 30 anos. Hoje, 220 pacientes fazem hemodiálise. Cada um deles permanece, em média, seis horas por atendimento, três vezes por semana.

Em dois anos, o Serviço de Nefrologia da Santa Casa se tornou referência em atendimento de qualidade. Em média, em todo o país, 18% dos pacientes crônicos acabam falecendo por ano. No Estado de SP, esse número reduz para 13%. Na Santa Casa, essa mortalidade cai pela metade: 6%.

Para chegar a esse resultado, um conjunto de medidas foram fundamentais. Dentre elas, a instalação do sistema mais moderno do mercado para o tratamento da água usada para “filtrar” o sangue do paciente que faz a hemodiálise. A água é tratada duas vezes. Depois, é esterilizada com lâmpadas ultravioleta para contenção de micro-organismos. Um gerador de ozônio faz a desinfecção automática de todo o sistema de irrigação das máquinas. Um cuidado importante para evitar qualquer risco de infecção e contaminação.

“Nós acreditamos que, além de investir em equipamentos modernos e em protocolos de atendimento creditados internacionalmente, as práticas de humanização, como essas, são fundamentais para o cuidado com o nosso paciente”, afirma o enfermeiro responsável técnico do Serviço de Nefrologia, Elio Vieira da Silva Júnior.

 

Colabore com a Rádio Diocesana, seja um Amigo da Rádio. Entre em contato no fone (16) 3362-4485 ou pelas nossas Redes Sociais.