Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Sequelas da Covid-19 podem colocar a vida do paciente em risco

Por Agência Rádio 2 – 26/04/2021

 

Pessoas que sobreviveram à Covid-19 e apresentam sequelas podem ter um risco maior de morrer no período de seis meses.

A chance é de 59 por cento, de acordo com um estudo publicado na revista científica britânica Nature, divulgado pela Bloomberg.

A pesquisa Covid Longa, ou Síndrome Pós-Covid, que utilizou bancos de dados nacionais de saúde ,do Departamento de Assuntos de Veteranos dos Estados Unidos.

O objetivo era identificar as sequelas que os pacientes podem apresentar em até meio ano depois de terem sido infectados pelo vírus.

Algumas das pessoas que se curaram da Covid-19 passaram a ter problemas nos sistemas respiratório ou nervoso, distúrbios neurocognitivos, de saúde mental, metabólicos, cardiovasculares ou gastrointestinais, entre outros.

Os pacientes também relataram fadiga, dores em músculos e ossos, anemia e o aumento no uso de remédios, sendo que em alguns casos passaram a tomar antidepressivos.

Os responsáveis pelo estudo consideram a situação alarmante.

O ideal é que ao se curar da infecção, a pessoa seja acompanhada por um especialista, até que não haja nenhuma sequela da Covid-19.

Colabore com a Rádio Diocesana, seja um Amigo da Rádio. Entre em contato no fone (16) 3362-4485 ou pelas nossas Redes Sociais.