Santo do Dia: São Venceslau

Origens 

São Venceslau nasceu em Praga, República Checa, em 907. Foi educado como cristão por sua avó Santa Ludmila. Sucedeu a seu pai, Vratislau, antes de morrer, quando ainda muito jovem, tornando-se duque da Boêmia. Isto despertou em sua mãe, Draomira, a ira e a vingança que preferia o segundo filho, Boleslau.

Reinado

Cristianizou o seu país como um verdadeiro nobre. Pacífico na administração do reino e misericordioso para com os pobres; redimiu um grupo inumerável de escravos pagãos que estavam à venda em Praga, para que fossem batizados. Certa vez, decidiu fazer um duelo para não envolver seus soldados na guerra, mas seu adversário se reconciliou com ele.

O Trono Roubado

Antes que isso acontecesse, a mãe tomou à força o poder e começou uma grande e desumana perseguição aos cristãos. Assim, por sua maldade e impopularidade junto ao povo, foi deposta pelos representantes das províncias, que fizeram prevalecer a vontade do rei Vratislau, elevando ao trono seu filho Venceslau.

Imediatamente, seguindo o conselho da avó, Venceslau levou de volta ao reino o cristianismo. Quando soube disso, Draomira ficou tão transtornada que contratou alguns assassinos para dar fim à vida da velha e bondosa senhora, que morreu enquanto rezava, estrangulada com o próprio véu.

Inveja de Draomira

Draomira sabia que ainda havia mais uma pedra em seu caminho impedindo seus planos maldosos e sua perseguição ao povo cristão. Venceslau era um obstáculo difícil, pois, em muito pouco tempo, já tinha conquistado a confiança, a graça e a simpatia do povo, que via nele um verdadeiro líder, um exemplo a ser seguido.

Páscoa

Draomira e Boleslau, inconformados com a popularidade de Venceslau, arquitetaram um plano diabólico para acabarem com sua vida. Morreu em 935. Boleslau atacou Venceslau enquanto ele ia sozinho, como costumava fazer, à igreja. Mãe e filho, porém, não tiveram tempo de saborear o poder e o trono roubado de Venceslau, pois, em poucos dias, Draomira teve uma morte trágica e Boleslau foi condenado pelo imperador Oton I.

Relíquia 

O seu corpo foi sepultado na igreja de São Vito, em Praga. Desde então, passou a ser cultuado como santo. A Hungria, a Polônia e a Boêmia têm em São Venceslau seu protetor e padroeiro. Mais tarde, no século XVIII, a Igreja inscreveu São Venceslau no calendário litúrgico, marcando o dia 28 de setembro para a sua festa.

Minha oração

“Tu foste nobre de sangue, mas muito mais nobre na alma, dai aqueles que são os líderes a mesma nobreza e dedicação para o povo que necessita. Embuti a fé nos teus devotos e com teu exemplo fortaleça o caminho cristão. Por Cristo, Nosso Senhor. Amém!”

São Venceslau, rogai por nós!

Outros santos e beatos celebrados em 28 de setembro 

  • Santos Lourenço Ruiz (de Manila) e quinze companheiros, mártires – presbíteros, religiosos e leigos. († 1633-1637)
  • Em Calidone, na Pisídia, na hodierna Turquia, os santos AlfeuAlexandre e Zósimo, mártires. († s. IV)
  • Na laura de Souka, perto de Belém, na Palestina, São Caritão, abade, assíduo na oração e nos jejuns e fundador de muitas lauras no deserto da Judeia. († c. 350)
  • Em Bolonha, na Emília-Romanha, atual região da Itália, São Zama, considerado o primeiro bispo desta cidade. († c. s. IV)
  • Em Toulouse, na Aquitânia, atualmente na França, Santo Exupério, bispo. († d. 411)
  • Em Belém da Judeia, a comemoração de Santa Eustóquio, virgem. († c. 419)
  • Em Genebra, no território dos Helvécios, na atual Suíça, São Salónio, bispo. († d. 450)
  • Em Riez, na Provença, região da Gália, na atual França, São Fausto, bispo. († d. 485)
  • Em Lião, na Gália, também na atual França, Santo Anemundo, bispo e mártir. († c. 658)
  • Em Salzburgo, na Baviera, na hodierna Áustria, os santos Cunialdo e Gisilário, presbíteros, colaboradores do bispo São Ruperto. († s. VIII)
  • Perto de Mogúncia, na Renânia da Austrásia, atualmente na Alemanha, Santa Léoba, virgem, abadessa do mosteiro de Tauberbischofsheim. († c. 782)
  • Em Pavia, na Lombardia, região da Itália, o Beato Bernardino de Feltre (Martinho Tomitano), presbítero da Ordem dos Menores, fundador do chamado Monte de Piedade.  (†1494)
  • Em Madrid, na Espanha, São Simão de Rojas, presbítero da Ordem da Santíssima Trindade para a Redenção dos Cativos. (†1624)
  • Em Nagasaki, no Japão, os beatos João Shozaburo, catequista, Mâncio IchizayemonMiguel Taiemon KinoshiLourenço HachizoPedro Terai Kuhioye e Tomás Terai Kahioye, mártires. (†1630)
  • Em San Feliú de Codines, localidade da Catalunha, na Espanha, o Beato Francisco Xavier Ponsa Casallarch, religioso da Ordem de São João de Deus e mártir. (†1936)
  • Em Benillup, povoação da província de Alicante, também na Espanha, a Beata Amália Abad Casasempere, mártir, mãe de família. (†1936)
  • Em Valência, também na Espanha, o Beato José Tarrats Comaposada, religioso da Companhia de Jesus e mártir. (†1936)
  • Em Moiá, na Espanha, os beatos mártires Joaquim de São José , religioso da Ordem dos Carmelitas Descalços, e José Casas Rós, seminarista de Barcelona. († 1936)
  • Em Karadzar, cidade próxima de Karaganda, no Cazaquistão, o Beato Nicetas Budka, bispo.(†1949)

Fonte:

  • Arquisp.org.br
  • Martirológio Romano
  • Santiebeati.it
  • Vaticannews.va

– Produção e edição: Melody de Paulo

– Oração: Rafael Vitto – Comunidade Canção Nova