Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Santo do Dia: São Teotônio

História:

Sacerdote e cofundador [1082 – 1162]

Berço clerical
Nascido em Ganfei (Valença) Portugal, São Teotônio foi religioso. Desde criança, foi confiado aos cuidados de seu tio-avô, Dom Crescónio, que era Bispo de Coimbra. Com o auxílio do tio, estudou filosofia e teologia e, em seguida, foi ordenado sacerdote.

Recusa à cargos e títulos
Na cidade de Viseu, aos 30 anos, tornou-se prior da Sé. Ofereceram-lhe funções como o cargo de Prior dos Cônegos Regrantes de Santo Agostinho e a Custódia do Santo Sepulcro, quando ele esteve por duas vezes em Jerusalém, na Terra Santa. Também ofereceram o bispado da Sé de Viseu, mas, com liberdade interior, ele recusou a todas.

Coragem na reforma
Ao regressar da Terra Santa para Portugal, foi um dos reformadores da regra dos Cônegos Regrantes, junto com os outros religiosos. Com mais 11 irmãos, fundou a Ordem dos Cônegos Regrantes da Santa Cruz (Mosteiro Santa Cruz). Tornou-se seu primeiro prior.

Influência no reinado português
Um homem sábio. Ele foi suporte ao jovem Afonso Henriques, durante a Independência de Portugal, e tornou-se conselheiro do então Rei, Dom Afonso I. Tinha como amigo pessoal São Bernardo de Claraval.

Renúncias com sentido
Com 70 anos, renuncia ao cargo de prior, desejando passar os últimos anos de sua vida dedicados à oração e à contemplação. Morreu 10 anos depois, em 18 de fevereiro de 1862, em Coimbra.

Canonização rápida
Apenas um ano depois de sua morte, foi canonizado; e é o primeiro santo português elevado aos altares. Ficou conhecido por ser um grande reformador da vida religiosa.

Obras no Brasil
A Ordem Religiosa se estendeu até o Brasil, sendo que, no país, há dois mosteiros Ordem dos Cônegos Regrantes da Santa Cruz: um em Guaratinguetá (SP) e outro na Diocese de Anápolis (GO).

A minha oração
“Senhor meu Deus, São Teotônio foi firme no que percebia ser a voz do céu ao seu respeito. Eu te peço Senhor, dai-me a graça de, nas minhas decisões e renúncias, ser firme em Ti, para que eu não fuja da Sua Vontade. Amém”.

São Teotônio, rogai por nós.

Fontes: 

  • Martirologio Romano da Conferência Epsicopal Italiana
  • Diocese de Leiria-Fátima (Portugal)
  • Diocese de Coimba (Portugal)
  • Liturgia das Horas
  • Livro “Santos de cada dia” – José Leite, SJ [Editorial A.O. Braga, 2003]
  • Livro “Relação dos Santos e Beatos da Igreja” – Prof Felipe Aquino [Cléofas 2007]

Outros santos e santas celebrados em  18 de fevereiro:

  • Santos mártires Sadot, bispo de Selêucia, e cento e vinte e oito companheiros, presbíteros e mártires assassinados no reino dos Persas, hoje Gundeshapur [† 342]
  • Santo Eládio, abade e bispo na Hispânia [† 632]
  • São Tarásio, bispo na Turquia [† 806]
  • Santo Angilberto, abade na França [† 814]
  • São Francisco Régis Clet, presbítero que anunciou o Evangelho na China, com extremas adversidades por 30 anos. Morreu estrangulado [† 1820]
  • Santos mártires João Pedro Néel, presbítero que, por pregar a fé, foi arrastado preso à cauda de um cavalo e depois decapitado. Com também os santos mártires Martinho Wu Xuesheng, catequista, João Zhang Tianshen, neófito, e João Chen Xianheng. Todos na China [† 1862]
  • Santa Gertrudes (Catarina Comensóli), virgem, fundadora de Congregação para a adoração do Santíssimo Sacramento e a formação da juventude em Bérgamo, na Itália [† 1903]