Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Santo do Dia: São Pedro Damião

História:

Religioso, bispo e doutor da Igreja [1007 – 1073]

Origens e Família
Pedro Damião nasceu em Ravena, na Itália, onde ficou órfão de pai e mãe desde criança. Viveu com seu irmão que, mesmo severo, o ajudou em sua criação.

Chamado à vida religiosa
Oração e penitência sempre acompanharam Pedro Damião. Assim discerniu sua vocação à vida religiosa e, com 21 anos, ingressou na Ordem dos Camaldulenses, no mosteiro de Fonte Avellana, na Úmbria, onde religiosos austeros viviam como eremitas.

Chamado a um novo ardor
Ao ter clareza das regras da Ordem e de como seus confrades viviam, Pedro Damião percebeu que era preciso uma renovação, um chamado mais radical e fiel às inspirações iniciais do seu mosteiro. Essa renovação precisava começar por ele. Ao se abrir à ação do Espírito Santo e ser obediente às regras, outros irmãos foram atraídos pelo novo ardor de Pedro Damião e ajudaram-no na difícil tarefa de reformar e fundar outros mosteiros. Dessa forma, contribuíram com o crescimento da Ordem dos Camaldulenses.

Conselheiro Papal – capacidade de exortação
Muito inteligente e zeloso pela santidade, São Pedro Damião foi convidado pelo Papa Estêvão IX, em 1057, a se tornar cardeal. Depois de muito relutar, aceitou mais esse chamado de Deus. Assim como ele havia ajudado sua Ordem a se manter fiel, seu chamado agora era alargado para o coração da Igreja. Enérgico como sempre, ele escreveu livros e cartas para os papas e cardeais, exortando-os a permanecerem fiéis à sã doutrina e buscarem a santidade com afinco.

Veneração
Pedro Damião foi canonizado e feito Doutor da Igreja pelo Papa Leão XII em 1828. Seu corpo já mudou de lugar seis vezes e, desde 1898, está numa capela dedicada a ele na Catedral de Faenza.

Camaldulenses no Brasil
A Ordem Religiosa, que existe há mais de 1 milênio, está presente na Itália, Índia, Tanzânia e também no Brasil. A convite do bispo diocesano de Mogi das Cruzes (SP), os Camaldulenses chegam no Brasil em 1985. Nesta diocese, vivem no Mosteiro da Transfiguração.

Minha oração
“Meu Deus, peço que eu tenha o mesmo ardor que São Pedro Damião teve. Quero ser fiel e santo como ele foi a ponto de contagiar os que estão ao meu lado. Quero permanecer fiel aos ensinamentos da Igreja e orientar com sabedoria e amor os meus irmãos que estão no erro. Dá-me um espírito ardoroso como foi dado a São Damião para que eu viva e morra em santidade. Por Cristo, Senhor nosso, amém”.

São Pedro Damião, rogai por nós!

Fontes:

  • camaldolenses.com.br
  • Parrocchia San Pier Damiani – Itália
  • Martirológio Romano
  • Livro “Um santo para cada dia” – Mário Sgarbossa – Luigi Giovannini [Paulus, Roma, 1978]
  • Livro “Il superfluo – Pietro Damiani” [versão italiana, 1972]

Outros santos e santas celebrados em 21 de fevereiro:

  • Santo Eustácio, bispo de Antioquia [† 338]
  • São Germano, abade que, ao propor diálogos com os vizinhos do mosteiro, foi assassinado com uma lança [† 667]
  • Beato Tomás Pormort, presbítero e mártir em Londres, na Inglaterra, torturado por causa do seu sacerdócio [† 1592]
  • São Roberto Southwell, presbítero da Companhia de Jesus e mártir em Londres [† 1595]
  • São Baltasar UchiboriAntónio Uchibori e Inácio Uchibori, mártires no Japão [† 1627]
  • Beato Natal Pinot, presbítero, preso, vestido dos paramentos sagrados por zombaria e martirizado. [† 1794]
  • Beata Maria Henriqueta (Ana Catarina Domínici), das Irmãs de Santa Ana e da Providência, que dirigiu e engrandeceu sabiamente o Instituto durante trinta anos, em Turim, no Piemonte, região da Itália [† 1894]

Pesquisa: Pedro Vilas Boas – Comunidade Canção Nova
Produção e edição: Fernando Fantini – Comunidade Canção Nova