Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Santo do Dia: Beato Gregório Frackowiak

Origens
Boleslao Franckowiak nasceu em Lowecice, na Polônia, em 18 de julho de 1911 em uma família numerosa. Depois de concluir os estudos elementares na escola pública, ingressou no seminário menor dos Missionários do Verbo Divino em Bruczkow e, tendo amadurecido sua vocação religiosa, ingressou no noviciado da congregação em Gorna Grupa em 8 de setembro de 1930. Dois anos depois, como irmão coadjutor, fez votos religiosos.

Vida religiosa
Na religião, leva o nome de irmão Gregorio. Em 1938 e na mesma data da Natividade da Virgem Maria, faria os votos perpétuos.

Apostolado e missão
Seu trabalho era na gráfica da congregação como encarregado da encadernação. Ele foi designado para a casa de Gorna Grupa quando, ocupada pela Polônia pelos nazistas. Eles a converteram em um centro de detenção para padres e religiosos presos.

Vida detenta
Os padres de sua comunidade também foram presos, mas não os irmãos, que receberam permissão para sair. Mas o irmão Gregorio preferiu ficar para atender os presos. Uma vez que os presos foram levados para os campos de concentração, o irmão Gregorio teve que deixar Gorna Grupa e retornar à sua cidade natal.

Ardor evangelizador
Dedicou-se a preparar secretamente as crianças para a primeira comunhão e ensinar o catecismo a quantos podia, bem como levar secretamente a comunhão aos doentes e a muitas outras pessoas. Os alemães o forçaram a trabalhar na gráfica Jarocin.

Martírio
Seu martírio aconteceu quando ele enfrentou a responsabilidade por lençóis patrióticos clandestinos que haviam circulado e pelos quais muitas pessoas que ele queria salvar foram presas. Preso em setembro de 1942, passou por várias prisões até ser levado para Dresden e aqui foi guilhotinado em 5 de maio de 1943. Seu zelo apostólico, sua dedicação ao bem de todos e sua primorosa caridade lhe valeram o apreço de todos. Foi beatificado em 13 de junho de 1999.

A minha oração

“Senhor Jesus, que o meu amor a Cristo e aos meus irmãos me deem a coragem de entregar-me a Ti inteiramente.”

Beato Gregório Frackowiak, rogai por nós!

 


Outros santos e beatos celebrados em 5 de maio:

  1. Em Autissiodoro, na Gália Lionense, hoje Auxerre, na França, São Joviniano, leitor e mártir. († s. III)
  2. Em Alexandria, no Egipto, Santo Eutímio, diácono e mártir. († c. 305)
  3. Comemoração de São Máximo, bispo de Jerusalém, que, por ordem do imperador Maximino Daïa, depois de lhe tirarem um olho e queimar um pé com ferro em brasa, foi condenado ao trabalho forçado nas minas. († c. 350)
  4. Em Tréveris, na Gália Bélgica, atualmente na Alemanha, São Bretão, bispo. († 386)
  5. Em Arles, na Provença, na actual França, Santo Hilário, bispo, que acolheu os órfãos e destinou todo o dinheiro recolhido nas basílicas para a redenção dos cativos. († 449)
  6. Em Vienne, na Gália Lionense, também na atual França, São Nicécio, bispo. († s. V)
  7. Em Milão, na Ligúria, hoje na Lombardia, região da Itália, São Gerôncio, bispo. († c. 472)
  8. Em Marchiennes, na Gália Bélgica, atualmente na França, São Mauronto, abade e diácono, que foi discípulo de Santo Amando. († 702)
  9. Em Limoges, na Aquitânia, também na hodierna França, São Sacerdote, que, depois de ser monge e abade, foi eleito bispo, mas finalmente quis voltar à vida monástica. († s. VIII)
  10. Em Hildesheim, na Saxónia, região da Alemanha, São Gotardo ou Godeardo, bispo, que, sendo abade do mosteiro de Niederaltaich, visitou e instaurou outros mosteiros; depois sucedeu a São Bernardo nesta sede episcopal, onde promoveu o bem na sua Igreja, restabeleceu a disciplina regular do clero e abriu escolas. († 1038)
  11. Na Calábria, região da Itália, São Leão, eremita, que se entregou à contemplação e ao auxílio dos pobres e morreu no mosteiro de Áfrico, perto de Réggio, por ele fundado. († c. s. XII)
  12. Em Recanáti, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, o Beato Benvindo Maréni, religioso da Ordem dos Menores. († 1289)
  13. Em Vençay, junto de Tours, na França, Santo Avertino, diácono, que acompanhou São Tomás Becket no exílio e, depois da morte deste santo, regressou para Vençay, onde seguiu vida eremítica. († 1189)
  14. Em Licata, na Sicília, região da Itália, Santo Ângelo, presbítero da Ordem dos Carmelitas e mártir. († 1225)
  15. Em Nápoles, na Campânia, também região da Itália, o Beato Núncio Sulprício, que, tendo ficado órfão, enfermo de gangrena numa perna e fisicamente muito debilitado, tudo suportou com alegre e paciente serenidade e a todos assistiu com grande solicitude. († 1836)
  16. Em Somasca, perto de Bérgamo, na Itália, a Beata Catarina Cittadíni, virgem, que, tendo ficado órfã desde a infância, foi educadora humilde e sábia; dedicou-se abnegadamente e sem descanso à formação das jovens pobres e ao ensino da doutrina cristã, fundando com esta finalidade o Instituto das Irmãs Ursulinas de Somasca. († 1857)

Fontes:

  • vatican.va e vaticannews.va
  • Martirológio Romano – liturgia.pt
  • Liturgia das Horas
  • santiebeati.it
  • eltestigofiel.org

 

Redação: Fernando Fantini – Comunidade Canção Nova