Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Reunião com reitores

Assessoria de Imprensa da Diocese de São Carlos  – Reitor do Seminário Propedêutico – 07/02/2022

 

Na última sexta-feira, 4 de fevereiro, na residência episcopal, Dom Luiz Carlos, Bispo Diocesano, se reuniu pela primeira vez com Dom Eduardo Malaspina e os Reitores dos Seminários, Padre Antônio de Marcos (Teologia), Marcelo Souza (Filosofia) e Sandro Portela (Propedêutico), a fim de conhecer a caminhada do processo formativo dos futuros presbíteros de nossa Diocese.

Após a oração inicial, Dom Luiz quis conhecer a realidade de cada etapa da formação. Iniciando pela “Etapa do Encontro com Cristo” (Propedêutico), Padre Sandro recordou o processo de discernimento e acompanhamento iniciado pela Pastoral Vocacional, que culminou com a admissão de oito candidatos para este novo ano letivo. Do Luiz já esteve em Brotas e conheceu o Seminário Propedêutico de nossa Diocese. Assim, disse que considera oportuno e importante esse primeiro momento na formação. Padre Sandro, ainda, discorreu sobre como são divididas as atividades no Seminário, a fim de contemplar as diferentes dimensões da formação, a saber: intelectual, humano-afetiva, espiritual e pastoral-missionária, como pedem as diretrizes da CNBB e da Nova “Ratio Fundamentallis”.

Na sequência, Padre Marcelo apresentou os 14 Seminaristas que frequentarão a “Etapa do Discipulado” (Filosofia) em 2022. Falou, ainda, da Faculdade Claretiana e das atividades pastorais que são realizadas pelos Seminaristas. Salientou a dificuldade na aplicação do itinerário de formação no que diz respeito aos “Pais Espirituais”.

Padre Antônio de Marcos, Reitor da Teologia, por sua vez, apresentou os 13 Seminaristas que estão na “Etapa da Configuração” e discorreu sobre as atividades pastorais, o Curso na PUC e as dificuldades que se apresentam pela distância do Seminário em relação à Diocese, pois o mesmo se encontra em Campinas. Também destacou a dificuldade, assim como na Filosofia, da aplicação e acompanhamento dos “Pais Espirituais”.

Dom Luiz falou um pouco sobre suas experiências como formador, enquanto ainda padre, deu algumas orientações ao trabalho, destacou a necessidade de se reorganizar o atendimento espiritual nas Casas de Formação, pois se trata de uma dimensão importante e inerente à vida do padre.

O Bispo avaliou a necessidade de se estabelecer um projeto Diocesano para a “Etapa da Síntese Vocacional”. Para refletir sobre esse projeto, ficou decidido que, na próxima reunião, esse será o tema discutido.

Dom Luiz, ainda, ouviu as considerações de Dom Eduardo, que, no período em que atuou como Bispo Auxiliar e como Administrador Diocesano, sempre deu grande atenção à formação e sempre presente nas diversas Casas de Formação da Diocese.

Por fim, Dom Luiz reiterou a confiança nos trabalhos e confirmou os Reitores no exercício de suas funções.