Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Preço do ovo sobe e bate recorde no atacado; produto também está mais caro nas gôndolas do mercado

Por Agência Rádio 2 – 18/10/2021

 

O preço do ovo nunca esteve tão caro no atacado de São Paulo.

O estado pode ser usado como referência nacional para o preço do produto porque é o principal produtor de ovos do país.

Até a última quarta-feira, 13 de outubro, segundo levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. as cotações mensais da caixa do ovo branco com 30 dúzias atingiram, na média, os maiores valores nominais, ou seja, sem considerar inflação, em pelo menor 4 regiões do estado: Grande São Paulo, Grande Campinas, Guararapes/Mirandópolis e Bastos.

Em todas essas regiões, a caixa do ovo branco com 30 dúzias ficou acima de 127 reais, sendo o maior valor registrado na Grande São Paulo: R$ 134,01

De acordo com analistas, o aumento do custo da ração e a maior procura do consumidor, diante da alta do preço da carne, são os fatores que mais pressionam as cotações do ovo no atacado.

E, se está mais caro nas granjas, para o vendedor, consequentemente o preço sobe nas gôndolas do supermercado e o ovo, assim como tantos outros itens, tem pesado cada vez mais no bolso do consumidor.

Em São Paulo, segundo o Procon do Estado, a dúzia de ovos brancos no varejo, que custava R$ 8,37, na média, em agosto, saltou para R$ 8,80 em setembro.

Em setembro do ano passado, para comparação, custava R$ 6,67, também na média.