Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Preço da gasolina dispara, e litro chega a R$ 4,35

Por Umberto Ferretti, da Agência Rádio 2

Preço da gasolina volta a subir.

A pesquisa foi feita pela Agência Nacional do Petróleo, na semana passada, em postos de todo o País.

Mostrou que o valor médio do litro foi de quatro reais e 35 centavos. No levantamento anterior, em agosto, ele estava em quatro e 26.

O preço de hoje é apenas 14 centavos menor que o maior já registrado no ano, quatro e 59, em janeiro.

Na época, os valores começaram a despencar, por conta da pandemia.

E a média caiu pra três e 80, em maio, quando a quarentena fez a demanda por combustível diminuir bastante.

Só que depois disso, com a retomada das atividades, o preço da gasolina engatou três meses seguidos de alta.

Vale explicar que a ANP suspendeu, no fim de agosto, a pesquisa semanal, que só foi retomada agora, para fazer ajustes no sistema e por conta da troca da empresa responsável pelo levantamento.

No caso do etanol, na época o litro era vendido a dois e 78, mas o preço subiu com força, pra dois e 97.

O aumento da demanda ajuda, claro, a explicar esse avanço. Porém, é possível que também tenha pesado o fato de que a safra de cana caminha para a reta final, o que diminui a oferta.

Sem falar que as usinas reduziram a produção de combustível, neste ano, e passaram a focar mais na fabricação de açúcar.