Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Poupança fecha fevereiro no vermelho: brasileiros retiraram mais dinheiro do que investiram

Por Agência Rádio 2 – 08/03/2021

 

A poupança fechou o segundo mês do ano no vermelho.

Em fevereiro, os brasileiros fizeram mais saques do que depósitos na aplicação.

De acordo com números do Banco Central, as retiradas superaram os aportes em 5 bilhões, 830 milhões de reais. É a chamada retirada líquida.

Essa foi, inclusive, a maior retirada líquida já registrada pelo BC para o mês de fevereiro desde 2016.

Em fevereiro do ano passado, para comparação, os brasileiros retiraram pouco mais de 3 bilhões e 500 milhões da caderneta.

Em janeiro deste ano, aplicação registou retirada recorde de 18 bilhões,154 milhões. Foi o maior valor de retirada mensal já registrado pelo BC.

No acumulado no primeiro bimestre, a poupança já registra uma retirada líquida de 23 bilhões, 986 milhões de reais.

No período em questão, os depósitos totais somaram 484 bilhões, 732 milhões e os saques totalizaram pouco mais de 508 bilhões de reais.

Nos primeiros meses do ano, a poupança costuma mesmo perder dinheiro. Isso porque de impostos, as despesas como material escolar e parcelas ainda de gastos realizados no fim do ano costumam apertar o orçamento dos brasileiros, que recorrem para recursos guardados.

Lembrando que a remuneração da poupança é regulamentada por lei e atrelada à Selic.

Com a taxa básica de juros a 2% ao ano, a poupança rende 70% desse valor da Selic, mais TR, que está atualmente zerada.

A remuneração atual da poupança é, portanto, de 1,4% ao ano.

Colabore com a Rádio Diocesana, seja um Amigo da Rádio. Entre em contato no fone (16) 3362-4485 ou pelas nossas Redes Sociais.