Plano Municipal de Imunização é discutido em reunião em São Carlos

Da Redação – 11/01/2021

 

Os membros do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus de São Carlos se 

reuniram na sexta-feira(08), para discutir a continuidade do município na fase amarela 

do Plano São Paulo, e também, a elaboração do Plano Municipal de Vacinação 

fundamentado no que determina o Plano Estadual de Imunização (PEI). 

De acordo com Coordenador do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus e 

Secretário de Comunicação, Mateus de Aquino, a partir das últimas determinações 

do Governo do Estado, tanto para o Plano São Paulo, quanto ao Plano Estadual de 

Imunização, o comitê agora segue duas diretrizes. 

A cidade de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está elaborando 

um Plano de Imunização que será entregue ao Departamento Regional de Saúde 

(DRS) para receber a vacina conforme calendário determinado pelo Plano Estadual 

de Imunização. 

Segundo a Diretora de Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, o encontro serviu para 

acertar alguns detalhes. 

Um dos assuntos abordados durante o encontro, também foi a segurança do local 

de armazenamento da vacina e a logística de distribuição, que a princípio, contará 

com o apoio da Vigilância Epidemiológica, Guarda Municipal e da Polícia Militar, 

assim como destaca o Secretário de Segurança Pública, Samir Gardini. 

Assim como divulgado pelo Governo do Estado, a vacinação começa no dia 25 de 

janeiro. Inicialmente o Plano vai priorizar a vacinação dos profissionais da saúde, 

grupos indígenas e quilombolas. 

No dia 8 de fevereiro começam a ser imunizadas pessoas com 75 anos ou mais. No dia 

15 fevereiro inicia a vacinação das pessoas entre 70 e 74 anos. dia 22 de fevereiro é a 

vez das pessoas entre 65 e 69 anos e no dia 1º de março a faixa etária priorizada será 

entre 60 e 64 anos. 

Pelo menos 43 mil pessoas devem ser vacinadas contra a covid-19 em São Carlos 

nesta primeira fase da imunização. De acordo com a prefeitura, a cidade conta com 

9.507 profissionais da saúde e 33.928 idosos. 

Já no estado, a expectativa é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas nesta 

primeira etapa, totalizando 18 milhões de doses.