Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Pesquisadores brasileiros descobrem que veneno de cobra pode inibir a multiplicação do coronavírus

Por Agência Rádio 2 – 26/08/2021

 

Brasileiros descobrem que o veneno de um tipo de cobra – jararacuçu – reduz a capacidade de multiplicação do Sars-Cov-2 na célula.

O estudo feito com macacos demonstrou que a substância extraída da serpente inibiu em 75% a replicação do vírus.

A pesquisa é da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Araraquara e foi publicada na revista científica Molecules.

De acordo com um dos responsáveis pelo estudo, o grupo já havia identificado que toxinas do veneno da jararacuçu tinham propriedades antibacterianas.

Eduardo Maffud, professor do Instituto de Química da Unesp considera que é um remédio com essa composição pode ser eficaz para desacelerar a replicação do novo coronavírus.

E o organismo teria mais tempo para reagir no combate à Covid-19.

Destacou, no entanto, que ainda são necessários estudos mais aprofundados para avaliar a eficiência de diferentes dosagens para saber se podem proteger as células da invasão do vírus no organismo.

Além da Unesp, o trabalho contou com pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e das federais de São Carlos (Ufscar) e de São Paulo (Unifesp).