Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Operadoras são notificadas e têm 15 dias para explicar vazamento de dados de celulares

Por Agência Rádio 2 – 16/02/2021

 

As quatro grandes operadoras de telefonia móvel do país foram notificadas e terão que dar explicações sobre o recente vazamento de dados de quase 103 milhos de celulares.

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, do Ministério da Justiça, deu prazo de 15 dias para Claro, Oi, Tim e Vivo se manifestarem a respeito.

O objetivo é identificar como e de onde os dados vazaram e que tipos de informações foram obtidas.

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados, órgão responsável por fiscalizar e editar normas previstas na Lei Geral de Proteção de Dados, também está apurando o caso.

Para quem não lembra, uma empresa de cibersegurança denunciou, na semana passada, que a dados sobre quase 103 milhões de contas de celulares de brasileiros estavam à venda na chamada deep web, camada da internet que não aparece nos mecanismos de busca, mas que pode ser acessada por usuários, digamos, mais experientes.

A deep web, ou internet profunda, na tradução do termo para o português, ficou conhecida como um lugar onde produtos e serviços ilegais podem ser comercializados – e, por isso, a reputação da deep web não é boa.

O vazamento relacionado aos celulares, vale lembrar, não foi o primeiro do ano.

Em janeiro, um outro megavazamento de dados na internet, o de 223 milhões de números de CPFs, também foi denunciado.

A quantidade é maior do que a população do país, estimada pelo IBGE em aproximadamente 212 milhões de pessoas, o que pode significar que os dados em questão envolvem informações, inclusive, de pessoas que já morreram.