Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Missa em honra de São Carlos Borromeu marcará dia do Padroeiro e 163 Anos da cidade

Nesta quarta- feira (04) a Diocese celebrará o seu Patrono, juntamente com os 163 anos da cidade de São Carlos. Para marcar esta comemoração Dom Eduardo Malaspina preside uma missa ao 12h ; às 17h Dom Paulo Cezar Costa preside a Santa Missa Solene comemorativa ambas na Catedral.

O tradicional  Bolo de São Carlos Borromeu será vendido após a celebração.

 

Vale ressaltar que somente 30% das dependências da igreja será disponibilizado, obedecendo aos protocolos de segurança criados por autoridades sanitárias em época de pandemia da Covid-19.

 

Breve história de São Carlos Borromeu

Carlos Borromeu nascido próximo de Milão no dia 02 de outubro de 1538, era o segundo filho do Conde Gilberto Borromeu e da Condessa Margarida de Médici, que era irmã do papa Pio V. De boa educação cristã e humana Carlos, aos doze anos foi para um Mosteiro Beneditino de Arona onde pode aprimorar sua educação e, mesmo com pouca idade, demonstrava suas habilidades em administrar os bens materiais e espirituais. Ainda em tenra idade foi ordenado padre, mesmo contra a vontade de sua mãe que desejava que ele administrasse os bens da família Médici.

Aos dezesseis anos iniciou seu doutorado em Direito Civil e Eclesiástico, aos vinte e um anos terminou seus estudos e logo em seguida foi convidado pelo Papa Pio V a trabalhar numa importante secretaria da Cúria Romana. Tornando-se assim cardeal e logo em seguida recebendo o Arcebispado de Milão, são Carlos Borromeu se dedicou ao seu povo com extremo zelo pastoral, cuidando para sempre ser fiel a Igreja e justo em suas ações.

Foi importante incentivador dos seminários, dedicando-se ardorosamente às vocações sacerdotais e sua formação. Colocando em prática, na sua Diocese, o Concílio de Trento reformando a Igreja motivando a disciplina e a espiritualidade.

No dia 3 de novembro de 1584 morreu afetado por fortes acessos de febre. Sendo canonizado pelo Papa Paulo V no ano de 1610, que fixou sua festa no dia 04 de novembro.

 

A criação da Diocese

Todo o Estado de São Paulo era uma única Diocese desde 1907. Papa Pio X no dia 07 de junho de 1908 publicou uma Bula na qual criava de uma única vez cinco dioceses: Campinas, Ribeirão Preto, São Carlos do Pinhal, Botucatu e Taubaté. A capital paulista passou a ser a sede da Arquidiocese de São Paulo tendo com seu primeiro Arcebispo Dom Duarte Leopoldo e Silva.

Na cidade de São Carlos a Igreja Matriz foi elevada à Catedral, tornando-se a sede da Diocese que, na época, possuía 23 paróquias. De extensão ampla da Diocese de São Carlos foram sendo desmembradas as atuais dioceses de Jaboticabal, São José do Rio Preto, Jales, Barretos e Catanduva. Atualmente a diocese conta com 127 paróquias e 149 padres. Sobe o atual Governo de Dom Paulo Cezar Costa se encontra uma Igreja Viva em constante diálogo com o mundo e as realidades que a envolve.