Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Missa de despedida de Dom Paulo Cezar no Vicariato Nossa Senhora do Patrocínio

Com informações do Padre Márcio André Massola Gaido – Coordenador Episcopal do respectivo Vicariato

 

Na última sexta-feira (27), o Vicariato Nossa Senhora do Patrocínio realizou a primeira das celebrações de despedida de Dom Paulo Cezar Costa como Administrador Diocesano da Diocese de São Carlos.

A Santa Missa ocorreu na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Jaú, igreja cujo pároco é o Padre Márcio André Massola Gaido, Coordenador Episcopal do respectivo Vicariato.

Estiveram presentes diversos párocos das igrejas a qual são pertencentes a Diocese de São Carlos, além do público em geral. Seguindo as regras de prevenção à Covid-19, todos os presentes tiveram suas temperaturas aferidas além de receber álcool em gel para higienização na porta.

Após a proclamação do Evangelho realizada pelo diácono Francisco Trofino, Dom Paulo Cezar Costa ressaltou em sua homilia a importância de observar os sinais e a ação de Deus em nossa vida para percebermos sua presença em nossa vida. “Lemos os sinais de Deus no hoje da história. O convite também é para nós hoje. Perceber o que Deus está dizendo. O grande perigo nosso é uma leitura muito ‘humana’ da história, dos acontecimentos, dos fatos, onde vai se perdendo a dimensão da fé. Perdendo a dimensão de Deus que se dá nas pequenas e grandes coisas do dia-a-dia”, ressaltou.

Ao final da Santa Missa, o Pároco Padre Márcio André Massola Gaido em nome de todo o Vicariato, dirigiu uma mensagem de agradecimento a Dom Paulo. Segue uma parte de suas palavras: “Hoje estamos aqui para agradecer e também reconhecer quão grande foi sua dedicação e vivência de seu ministério episcopal nesta Diocese centenária. O senhor foi entrando em nossa história, nos conhecendo e tomando conhecimento de nossa história Diocesana e interiorana. Como o senhor disse em seu discurso de posse: ‘entro nessa Diocese e quero continuar caminhando junto com vocês’. Assim o fez. Fomos conhecendo o senhor e sua maneira proativa de ser, enfrentando os desafios e ao mesmo tempo buscando a gerência de novas perspectivas pastorais e administrativas. Saiba que o senhor nos ajudou a pensar em uma igreja mais missionária e samaritana. Durante esses quatro anos nos mostrou o rosto de Cristo, pastor bom, gastando sua vida na alegria do serviço. Avante, Missionário do Senhor! Seus olhos, ainda sobre nós, já se apontam para sua nova missão. Tenha a certeza de nossas orações e amizade e que Nossa Senhora Aparecida e São Carlos Borromeu o acompanhe sempre em seus caminhos. Sua bênção, Dom Paulo. E que Deus o abençoe sempre”, agradeceu.

Após a entrega de lembranças e presentes e também da exibição de uma homenagem em vídeo, preparada pela comunidade, Dom Paulo retribuiu os votos deixando seus votos de agradecimento à toda a comunidade como 7º Bispo Diocesano da Diocese de São Carlos. “Agradeço, de coração, a bondade e a generosidade de vocês para comigo. O Clero de uma forma em geral, se eu pude fazer é porque vocês estiveram comigo. Vocês se doaram e me ajudaram. Os leigos e as leigas também. Um caminho intenso. Esse ano foi um ano singular, mas conseguimos caminhar. O Bispo não governa a Diocese sozinho, ele governa a sua Diocese através de seu Clero, dos leigos e leigas. Obrigado de coração. Tenham certeza que vos levo no coração. Tenham certeza que nunca me esquecerei de vocês. Rezem por mim. Estarei, de uma forma ou de outra, sempre ligado a vida e a história dessa Diocese. Vocês me cativaram e eu cativei vocês. Fomos aprendendo a nos amar e nos respeitar. Fomos nos cativando e isso fica para a vida. Vocês fazem parte da minha vida e eu faço parte da vida de vocês. Deixemos que essa beleza que foi construída permaneça de uma forma diferente. Estaremos presente na Eucaristia, na oração, na amizade… somos partes um dos outros. É isso que importa. Direi no dia 10 um “até breve” porque nos encontraremos de outras formas, através das mídias sociais, dos meios de comunicação. De uma forma ou de outra estaremos sempre presentes. Mais uma vez obrigado de coração a tudo que construímos juntos, tudo que foi plantado e edificado. Um planta, outro rega e outro colhe. Assim é o plantio da semeadura de Deus. Quando forem a Brasília, vocês têm um amigo lá. Obrigado de coração.”, finalizou

A próxima missa de despedida acontece hoje dia (2) no Vicariato Senhor Bom Jesus na Paróquia Senhor Bom Jesus em Matão às 19h30.