Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Ministro da Saúde afirma que seguiu recomendações científicas para suspender vacina da Pfizer a adolescentes

Por Agência Rádio 2 – 17/09/2021

 

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, justificou o recuo na recomendação de vacinar adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades a estudos científicos.

A medida foi tomada após morte de adolescente de 16 anos na região metropolitana de São Paulo depois de receber a vacina da Pfizer.

O caso segue em investigação sobre eventual correlação com a vacina.

Em entrevista coletiva, o ministro falou em cautela e reforçou que não se trata de mero cumprimento de calendário ou falta de vacinas:

A mudança na aplicação das doses, que tinha sido anunciada pelo Ministério da Saúde a partir de 15 de setembro, gerou críticas dos secretários estaduais de saúde, que afirmaram seguir orientações da Anvisa.

Queiroga afirmou que não havia recomendação do Ministério da Saúde para a aplicação das doses em adolescentes e que os estados se anteciparam:

Segundo Marcelo Queiroga os adolescentes que já foram imunizados com outras vacinas devem ser acompanhados: