Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

MEIs e autônomos devem ficar atentos aos novos valores da contribuição ao INSS em fevereiro

Por Agência Rádio 2 – 18/02/2022

 

Trabalhadores autônomos, donas de casa e outros prestadores de serviços que pagam o INSS individualmente devem ficar atentos aos valores de recolhimento que serão feitos neste mês. 

A contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social mudou com o reajuste do salário mínimo. 

Quem paga a Guia da Previdência Social (GPS) deve conferir as alíquotas de acordo com o código da atividade do INSS. 

Por exemplo, quem está no Cad Único, com renda familiar inferior a dois salários mínimos, paga 5% do mínimo, ou 60 reais 60 centavos por mês. 

Quem não exerce atividade remunerada: estudantes, desempregados ou donas de casa, pagam R$ 133,32, 11% do salário mínimo. 

O mesmo vale para autônomos que prestam serviços para pessoas físicas. 

Outras categorias de contribuintes facultativos ou individuais pagam de 20% do mínimo, até o limite de 20% do teto do INSS – R$ 7.087.  

Os valores variam de R$ 242,40 a R$ 1.417,44 ao mês. 

Já os microempreendedores individuais (MEIs) recolhem a guia DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional, com a taxa de 5% sobre o salário mínimo, que equivale a R$ 60,60. 

O valor pode chegar a 66 REAIS 60 por mês com o recolhimento do ISS, se for prestador de serviços; além de UM REAL de contribuição ao ICMS, se desenvolver atividade de comércio e indústria. 

Vale lembrar que a alíquota para cada tipo de contribuição determina quais os benefícios previdenciários que o contribuinte tem direito, como aposentadoria, auxílio-doença ou pensão por morte.