Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Médicos brasileiros testam efeitos do Canabidiol no tratamento da síndrome pós-Covid-19

Por Agência Rádio 2 – 14/09/2021

 

Canabidiol, princípio ativo da Cannabis sativa, nome científico da maconha, começa a ser testado para tratamento dos efeitos provocados pela Covid-19 a longo prazo.

Cientistas brasileiros preparam a fase 3 do estudo, que prevê testes em humanos, sobre os efeitos do canabidiol medicinal no tratamento síndrome pós-infecção provocada pelo coronavírus.

O problema ocorre quando os sintomas da doença persistem por mais de 60 dias após a fase inicial.

Por exemplo, fadiga, fraqueza muscular, insônia, dor de cabeça ou problemas emocionais, como depressão e ansiedade.

Os pesquisadores acreditam que a substância pode ser eficaz na redução desses efeitos decorrentes de uma resposta exagerada ao vírus que desequilibra a produção de ocitocina no organismo.

Segundo a pesquisa, o Cannabidiol já tem eficácia comprovada contra casos inflamatórios graves.

Agora, pretendem convocar MIL voluntários para para o estudo, previsto para começar em outubro.