Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Mayra Pinheiro contradiz Pazuello sobre falta de oxigênio e defende tratamento precoce na CPI

Por Agência Rádio 2 – 26/05/2021

 

Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, prestou um depoimento com contradições e novas defesas sobre o uso da cloroquina como tratamento preventivo à Covid-19.

Apesar de garantir um habeas corpus, que permitia ficar em silêncio, a médica respondeu a todas as perguntas.

Em algumas, em especial, no caso da falta de oxigênio em Manaus, no início do ano, que culminou com dezenas de mortes de pacientes com Covid-19, a secretária contradisse as afirmações do ex-ministro Eduardo Pazuello.

Também houve contradição ao mencionar que uma pessoa obteve dados do aplicativo TrateCov e reproduziu, enquanto o ex-ministro reforçou, por várias vezes, que a plataforma foi hackeada.

Mayra afirmou que foi a Manaus para orientar os médicos a utilizar a cloroquina no tratamento dos pacientes com Covid-19:

A secretária defendeu veementemente o uso do medicamento como tratamento preventivo para a doença, diferente das comprovações científicas de que o fármaco não tem qualquer efeito para a infecção de coronavírus.