Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Mais famílias acertam contas em atraso, mas nível de endividamento cresce em setembro

Por Agência Rádio 2 – 05/10/2021

 

Inadimplência das famílias brasileiras diminui pelo segundo mês seguido, mas as pendências financeiras crescem e chegam a 74 por cento.

Em setembro, a quantidade de famílias com dívidas a vencer subiu um vírgula um ponto percentual na comparação com agosto.

Em relação ao mesmo mês de 2020, a alta é de seis vírgula oito pontos.

Já o percentual das que estão com contas em atraso é de 25 e meio por cento.

Desse total, dez vírgula três por cento afirmam que não terão condições de acertar esses débitos, uma queda mensal de zero vírgula quatro pontos.

Na comparação anual, a redução é de um vírgula três ponto.

Os dados são da pesquisa de Endividamento do Consumidor, realizada pela Confederação Nacional do Comércio, a CNC.

O levantamento mostra que 84 vírgula seis por cento das famílias devem para o cartão de crédito, cinco vírgula seis por cento a mais que no mesmo período do ano passado.

Outras 18 vírgula oito por cento possuem dívidas com cartões de lojas e 13 vírgula dois por cento com o financiamento do carro.

Na avaliação da CNC, a alta da inflação, o desemprego ainda elevado e o menor valor do auxílio emergencial influenciaram negativamente no orçamento das famílias.