Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Mais da metade dos pacientes hospitalizados com Covid apresentam sequelas um ano depois

Por Agência Rádio 2 – 26/07/2021

 

A chamada Covid longa ou síndrome pós-Covid afeta cerca de 60 por cento dos pacientes que receberam alta há um ano.

Entre as sequelas apresentadas estão fraqueza, fadiga, falta de ar, dificuldade de concentração e de memória.

O dado é de um estudo do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, que acompanhou 750 pacientes que permaneceram internados no primeiro semestre de 2020.

Desse total, cerca de 450 apresentam pelo menos um tipo de sequela e 250 têm alterações pulmonares importantes.

O professor titular de pneumologia da USP e diretor da divisão de pneumologia do Instituto do Coração, Carlos de Carvalho, diz que após a alta, esses pacientes responderam questionários, passaram por teleconsulta e foram avaliados no hospital.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, ele explica que as informações foram incluídas em um banco de dados, do período da internação.

Além de terem as sequelas diagnosticadas, os pacientes recebem tratamento em 15 diferentes áreas, como cardiovascular, fisioterapia, saúde mental, entre outras.

Eles deverão ser acompanhados por quatro anos e o estudo poderá servir de modelo para a implantação de políticas públicas pós-Covid.