Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Livro recorda um ano da Oração do Papa na Praça São Pedro, em plena pandemia

Por Vatican News – 26/03/2021
O Dicastério para a Comunicação publica com a Livraria Editora Vaticana o volume “Por que tendes medo? Ainda não tendes fé?”, um livro com imagens e textos que recorda as palavras e gestos do Papa Francisco na Statio Orbis de 27 de março do ano passado e repropõe a riqueza do magistério que dela brotou.

O Papa sozinho no adro da Praça de São Pedro, na chuva abundante. Um ano se passou desde aquele “momento extraordinário de oração em tempo de epidemia”, a Statio Orbis celebrada pelo Bispo de Roma na praça deserta sob o olhar do Crucifixo de São Marcelo, levado em procissão ao longo dos séculos pelos romanos para invocar o fim das epidemias, e do Salus Populi Romani, o antigo ícone mariano que protege a Cidade Eterna.

Um ano se passou desde aquela data, a ser celebrado este sábado, 27 de março, e o mundo ainda vive o drama da pandemia, com o boletim diário dos mortos e as consequências sobre a vida de cada cidadão e sobre nossas sociedades.

O Papa rezou para que o grito da humanidade despertada do torpor da indiferença fosse ouvido e nos convidou a dar-nos conta de que estamos “todos no mesmo barco”, necessitados uns dos outros, necessitados da ajuda de Deus.

Aquele evento não foi apenas um evento midiático. Foi uma oração capaz de unir o mundo, a forma como Francisco se fez próximo de todos. Um gesto extraordinário de oração, precedido e seguido do acompanhamento diário da Missa celebrada na capela da Casa Santa Marta, conforto para milhões de pessoas no mundo inteiro. Um gesto unido a palavras que fez com que o Papa se aproximasse de todos.

O livro: Por que tendes medo? Ainda não tendes fe?
O livro: Por que tendes medo? Ainda não tendes fe?

Para não esquecer aquelas palavras e gestos, o Dicastério para a Comunicação, com a Livraria Editora Vaticana, em colaboração com a editora francesa Bayard e, através desta, com outras editoras do mundo inteiro (entre as quais Piemme para a Itália, Encuentro para o espanhol, Edições CNBB para a língua portuguesa, CELAM para a América Latina e o Caribe) editou um livro de imagens e textos, que encerra o significado daquele momento extraordinário de oração.

Imagens e textos que são acompanhados por um breve mas intenso diálogo com o próprio Papa Francisco que, um ano após a Statio Orbis, recorda:

“Estava em contato com as pessoas. Não estive sozinho, em nenhum momento…”. E à pergunta sobre o que lhe deu força e esperança naquele momento intenso e dramático, Francisco responde:

“Beijar os pés do Crucificado sempre dá esperança. Ele sabe o que significa caminhar e sabe o que é a quarentena, pois Lhe colocaram dois pregos para mantê-lo ali. Os pés de Jesus̀ são uma bússola na vida das pessoas.”