Justiça Federal determina a liberação de Rodovias Federais bloqueadas por caminhoneiros Bolsonaristas

Da Redação – 01/11/2022 – Imagens: Internet

 

A Justiça Federal determinou a liberação de Rodovias Federais bloqueadas por caminhoneiros Bolsonaristas que protestam contra vitória de Lula (PT) na eleição para presidente em pelo menos cinco estados: Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Os processos foram movidos pela Advocacia-Geral da União (AGU). Nesta segunda-feira, pelo menos 23 estados e o Distrito Federal registraram mais de 300 estradas fechadas.

O Ministro da Justiça, Anderson Torres, disse em uma rede social que a situação dos bloqueios é monitorada minuto a minuto pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Federal. Além disso, determinou um reforço de efetivo e de meios de apoio a todas as ações possíveis para a normalização do fluxo nas rodovias o mais breve possível.

A maior parte dos bloqueios desta segunda-feira era total, sem que qualquer veículo fosse liberado para passar nas vias tomadas pelos caminhoneiros. No entanto, houve locais onde veículos como ambulância ou carros de passeio eram autorizados pelos caminhoneiros a seguir viagem. Também foram registrados atos em rodovias estaduais.

Na região, os caminhoneiros interditaram a Rodovia Washington Luís (SP-310), em São Carlos, na tarde desta segunda-feira. A manifestação ocorreu na região do posto graal (KM 238) na pista interior/capital.

Os manifestantes queimaram pneus e interromperam o trânsito no local até a chegada de viaturas da Polícia Militar Rodoviária. Uma grande cortina de fumaça se espalhou pela rodovia e prejudicou a visibilidade do motorista que seguida no sentido contrário à manifestação – capital/interior. Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e apagaram as chamas. A pista foi liberada após os trabalhos dos bombeiros.

Em Araraquara, caminhoneiros interditaram a Rodovia Washington Luís (SP-310). O ato aconteceu em frente à Ceagesp, onde os manifestantes atearam fogo em objetos inflamáveis e pararam um dos sentidos da Rodovia no sentido capital-interior.