Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Jaú passará a contar com projeto experimental de uso do sangue de curados de covid-19 para tratar pacientes de risco

Da Redação – 19/07/2021

 

A cidade de Jáu passará a integrar uma rede experimental de transfusão de plasma sanguíneo para tratamento de pacientes com covid-19. O anúncio foi feito sexta-feira(16), pela prefeitura. A rede de transfusão, que já conta com cidades como Araraquara e Santos, é coordenada pelo Instituto Butantan.

O plasma (parte líquida do sangue) doado por pessoas que já tiveram covid-19, e que desenvolveram anticorpos contra o vírus, será usado para tratar pacientes com a doença que tenham maior risco de evoluir para um quadro grave, como idosos e pessoas com sistema imunológico comprometido.

 Em Jaú, pacientes que forem atendidos no Hospital São Judas e que se enquadrarem nos requisitos poderão dar início ao tratamento com o plasma de pessoas curadas em até 72h após o início dos sintomas. O procedimento será voltado a pacientes idosos ou com comorbidades, como diabetes e obesidade. Um protocolo de avaliação será montado para identificação dos pacientes aptos ao tratamento.

Para doar o plasma é necessário:

  • ter tido confirmação de infecção prévia pelo coronavírus por meio de registros clínicos
  • intervalo de pelo menos 30 dias após a recuperação total da covid-19
  • critérios de seleção padrão para a doação de sangue
  • ter boas condições de saúde no momento da doação
  • ter entre 16 e 69 anos
  • pesar no mínimo 50 kg
  • homens são doadores preferenciais

 

Colabore com a Rádio Diocesana, seja um Amigo da Rádio. Entre em contato no fone (16) 3362-4485 ou pelas nossas Redes Sociais.