Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

INSS começará a fazer a perícia do auxílio-doença por chamada de vídeo

Por Umberto Ferretti, da Agência Rádio 2

 

Procedimentos de teleperícia, do INSS, começam a ser feitos na próxima segunda-feira, dia 16.

O projeto, em fase de testes, será voltado, por enquanto, apenas para a liberação do auxílio-doença para funcionários de empresas que têm convênio com o órgão que precisem se afastar por um período.

Funcionará da seguinte maneira: será feita uma chamada de vídeo entre o perito do INSS e o cidadão que pediu o benefício, que estará acompanhado de um médico do trabalho.

Durante a ligação, podem ser feitas perguntas e até alguns tipos de testes.

No caso das empresas, principalmente as menores, que não contam com um médico contratado ou terceirizado, continua a necessidade de se fazer a perícia de maneira presencial.

Inicialmente, o projeto piloto vai funcionar até o fim de janeiro.

Em setembro, por causa da pandemia e das dificuldades e dos riscos de se fazer perícias presenciais, o Tribunal de Contas da União determinou que o INSS deveria fazer um estudo para identificar em quais casos é possível o uso da teleperícia.

Na época, havia cerca de 800 mil pessoas na fila de espera.