Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Inflação fecha 2021 em 10%, maior alta em 6 anos

Por Agência Rádio 2 – 12/01/2022

 

Fantasma da inflação de dois dígitos volta a assombrar os brasileiros com resultado para o ano passado de 10,06%. 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo IBGE na terça-feira, apontou queda nos números entre novembro e dezembro, mas não impediu que a inflação superasse a meta do governo. 

Pelos cálculos oficiais, o índice de 3,75%  poderia variar no máximo a quase 5,5%. 

Foi o dobro disso. 

Em 2021, o brasileiro enfrentou o maior aumento do custo de vida desde 2015, quando o índice fechou em 10,67%. 

Combustíveis, energia elétrica e gás de cozinha foram os maiores responsáveis por enfraquecer o bolso do consumidor. 

Entre os gêneros alimentícios: café moído, mandioca, açúcar e pimentão. 

Também pesaram os transportes por aplicativo, mudanças e as publicações impressas de revistas. 

O índice gera a perspectiva de um cenário preocupante para 2022.

E uma grande dificuldade para reverter o quadro inflacionário para mais perto do teto da meta do governo, de 5 pontos percentuais.