Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Governo quer priorizar vacinação de caminhoneiros; categoria marcou greve para 1º de fevereiro

Por Agência Rádio 2 – 25/01/2021

 

Caminhoneiros devem ter prioridade para receber a vacina contra a Covid-19.

A previsão é que eles sejam incluídos no cronograma de imunizações depois dos profissionais de saúde, indígenas e idosos.

Os caminhoneiros fazem parte do grupo de transporte coletivo rodoviário, que também inclui os trabalhadores portuários, entre outros.

A intenção da Confederação Nacional do Transporte é vacinar dois milhões de profissionais do setor.

Além de tentar disponibilizar a vacina mais rápido, o presidente Jair Bolsonaro anunciou medidas para reduzir os custos dos caminhoneiros, entre elas zerar a importação de pneus para transporte.

A categoria marcou uma mobilização nacional a partir de primeiro de fevereiro, por prazo indeterminado.

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas informa que apenas 30 por cento da frota será mantida para prestar serviços essenciais.

Uma das reinvindicações é que o Supremo Tribunal Federal julgue a aplicação da tabela de preço mínimo de frete.

Outro pedido é para que a Petrobras abandone a política de equiparação de preços dos combustíveis do Brasil com os do mercado internacional.