Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Futura vacina pode não ser suficiente para barrar o avanço da Covid-19

Por Sig Eikmeier, da Agência Rádio 2

 

Pesquisadores acreditam que as primeiras vacinas contra a Covid-19 que forem aprovadas serão incapazes de acabar com a pandemia.

Especialistas do Reino Unido e dos Estados Unidos, ouvidos pela BBC News, avaliam que a primeira geração do imunizante provavelmente não será tão eficaz.

Existe a possibilidade de a vacina não funcionar para todos que a receberem, ela poderá apenas reduzir os sintomas ou ser eficiente por algum tempo.

Na avaliação dos pesquisadores, o principal objetivo é que a imunização proteja as pessoas das formas graves da doença.

Ao mesmo tempo, um grupo de cientistas alerta que vacinas capazes de evitar os sintomas, mas que não combatem a infecção, podem provocar aumento da quantidade de assintomáticos e impulsionar o avanço da pandemia.

De acordo com os especialistas, as vacinas ajudam bastante, mas para barrar a Covid-19 é preciso que as pessoas mantenham as medidas de prevenção.