Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Estudo sobre a necessidade do reforço da Coronavac registra milhares de candidatos

Por Agência Rádio 2 – 20/08/2021

 

Milhares de pessoas se candidataram para participar, como voluntárias, da pesquisa que vai avaliar a necessidade da terceira dose da CoronaVac.

Foram mais de 20 mil interessados, afirmou em entrevista à CNN, a médica carioca Sue Ann Clemens, que coordena o estudo da Universidade de Oxford.

Encomendada pelo Ministério da Saúde, a pesquisa terá os testes realizados no Brasil e já selecionou os mil e 200 participantes.

São pessoas que foram imunizadas contra a Covid-19 com duas doses da CoronaVac e que agora recebem um reforço.

Os participantes foram divididos em quatro grupos e em cada um deles será utilizada uma vacina diferente.

O estudo vai analisar a eficácia da terceira dose da Pfizer, da Astrazeneca, da Janssen e da própria CoronaVac

A previsão é que o resultado da pesquisa seja divulgado até dezembro.

Nesta semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, decidiu recomendar o reforço da CoronaVac, em caráter experimental.

A indicação é para idosos e para pacientes imunossuprimidos, que possuem os mecanismos de defesa comprometidos, e que receberam as duas primeiras doses do imunizante.