Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Estudo detecta mutação presente na variante indiana da covid-19 em Porto Ferreira e Descalvado

Da Redação – 12/05/2021

 

Segundo reportagem publicada nesta terça-feira(11) pelo Portal G1, um estudo feito pela Unesp detectou em Porto Ferreira e Descalvado a mutação L452R, que também está presente na variante indiana do novo coronavírus.

A análise feita em parceria com laboratórios da Unesp de Botucatu, Araraquara e São José do Rio Preto mostra que Porto Ferreira está com a circulação de duas variantes, a P.1, identificada primeiro em Manaus, e a P.2, identificada primeiro no Rio de Janeiro.

Dentro da variante P.1. existe a linhagem B1.1.28 e, dentro dela, foi identificada a mutação L452R na proteína S, que também está presente na variante indiana B.1.617 e nas B.1.427 e B.1.429 (ambas da Califórnia).

O estudo investigou 64 amostras da região de Araraquara e a mutação foi identificada em 6 amostras de Porto Ferreira e em 1 de Descalvado – isto, porém, não significa confirmar que a variante indiana ou as da Califórnia estão circulando nos municípios, mas apenas que uma parte do sequenciamento da mutação é igual. O genoma completo dessas amostras está sendo sequenciado.

Os pesquisadores querem saber se isso pode significar uma nova variante ou alguma já existente. Novas amostras foram colhidas e os resultados devem sair em 10 dias.