Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Escolas particulares devem informar aos pais como ficarão as aulas se a pandemia continuar

Por Sig Eikmeier da Agência Radio 2

 

Pais com filhos em escolas particulares já começam a receber informações sobre a próxima anuidade e se querem confirmar a rematrícula do aluno.

Mas os estabelecimentos de ensino devem informar também de que forma as aulas serão oferecidas, enquanto a pandemia continuar.

Com o vírus Covid-19 ainda ativo no Brasil, algumas escolas decidiram manter aulas em vídeo ou gravadas este ano.

Ao mesmo tempo, estabelecimentos de regiões onde as medidas de prevenção ao vírus foram flexibilizadas começaram a receber os estudantes presencialmente.

Em entrevista ao UOL, o chefe de gabinete do Procon de São Paulo, Guilherme Farid, explica que além de se preparar para o momento atual, a escola deve se planejar para o caso de ocorrer uma segunda onda de Covid-19.

É importante que o consumidor seja detalhadamente informado sobre as medidas que serão adotadas perante cada situação, para que possa exercer seu direito de escolha.

O especialista lembra ainda que a pandemia reduziu a renda de muitos trabalhadores e se for necessário, os pais podem tentar negociar a mensalidade ou a forma de pagamento com a escola.