Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Entidades do setor elétrico querem a volta do horário de verão

Por Agência Rádio 2 – 15/09/2021

 

Empresas do setor energético querem a volta do horário de verão como medida emergencial para enfrentar a crise de abastecimento. 

Documento que reúne empresas do setor de turismo, shoppings, centros comerciais, restaurantes e outros comércios do varejo pedem, ainda, que o governo concentre esforços para garantir a eficiência energética para reduzir o risco de novas crises. 

Nesta semana, aderiram ao movimento entidades de Defesa do Consumidor, Clima e Sociedade, Iniciativa Internacional de Energia e de Projetos e Hospitais Saudáveis. 

As instituições defendem que o horário de verão reduziria de 2 a 3 POR CENTO do consumo no início da noite, o que evitaria a necessidade de distribuição por térmicas, mais caras, e que pressionam hoje as contas de luz. 

O presidente Bolsonaro extinguiu a adoção do horário de verão em 2019 sob alegação de que a medida já não surtia efeito na economia do consumo, e que causava transtornos aos trabalhadores, principalmente, aqueles que usam o transporte público no início da manhã.