E-commerce mantém crescimento mesmo com reabertura da economia e queda no isolamento social

Por Milena Abreu, da Agência Rádio 2

 

2020, sem dúvida, está sendo um ano importante para o setor brasileiro de vendas online.

O e-commerce, que já vinha crescendo antes da pandemia, aumentou o ritmo de crescimento em meio à maior crise sanitária dos últimos tempos.

Apenas no mês de outubro, de acordo com levantamento realizado pela Mastercard, o crescimento beirou os 90% – foi de 87%, na comparação com outubro de 2019.

O que, para o setor, é um sinal claro de consolidação do hábito. Isso porque, mesmo com a reabertura do comércio, a retomada das atividades presenciais Brasil afora e a redução do isolamento social, as vendas no varejo online continuam crescendo.

O levantamento, feito com base em registros de vendas gerais de varejo em todos os tipos de pagamento, incluindo dinheiro e cheque, revela que a média de crescimento entre os meses de meses agosto e outubro foi de 84,5%  – mantendo como base de comparação o mesmo período de 2019.

Uma outra pesquisa recém divulgada pela mesma empresa mostra que 46 em cada 100 brasileiros  aumentaram o volume de compras online durante a pandemia e 7% compraram online pela primeira vez nos últimos meses.