Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Dom Eduardo preside Sacramento da Crisma na Paróquia Santo Antônio em Barra Bonita

Assessoria de Imprensa da Diocese de São Carlos, com informações de Gabrieli Capelozza e foto Luiz Rogério Lossurdo – 20/12/2021

 

No dia 07 de dezembro de 2021 aconteceu na Paróquia de Santo Antônio o Sacramento do Crisma, e foi presidida pelo então Administrador Diocesano – Dom Eduardo Malaspina, juntamente com o Pároco Padre Willian Marcelo Silva, marcando o recebimento do Sacramento para cerca 80 jovens adolescentes e adultos da cidade de Barra Bonita (SP).

Neste dia, nos encontramos na 2ª semana do Advento e a Igreja faz memória à Santo Ambrósio, além de ser véspera da Solenidade da Imaculada Conceição. Claramente essa data tem muito a nos dizer, principalmente após Dom Eduardo discorrer em sua homilia o quanto Jesus é um bom pastor.

Baseando-se na Sagrada Escritura – Primeira Leitura (Isaías 40, 1-11), Salmo 95, Evangelho (Mateus 18, 12-14) – e principalmente fazendo relação com o tempo difícil que vivemos, Dom Eduardo frisou o quanto é preciso deixar o murmuro para trás, que é necessário compreender que o Senhor é um Deus que nos ama e nos escolheu antes mesmo da nossa concepção.

Que Jesus é um Deus que consola o seu povo, e quando vivemos momentos difíceis, que intitulamos como deserto, é preciso ter persistência e reconhecer que foi no deserto que o Senhor se preparou para trazer a boa nova a cada um de nós.

Somos intitulados como as ovelhas e muitas das vezes nos deparamos na situação da ovelha perdida, que se encontra sem rumo, que busca deixar a sua casa, deixar o seu posto, deixar o seu lugar, para ir em busca de algo incerto para tentar se preencher.

Mas Jesus, como bom Pai e Pastor que Ele é, traz luz para as sombras e vai na direção de cada filho amado, buscando encontrá-lo e trazê-lo de volta para casa.

“… Como um pastor, ele apascenta o rebanho, reúne, com a força dos braços, os cordeiros e carrega-os ao colo, ele mesmo tange as ovelhas.”.

“Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos.”

Podemos ver claramente que, independente do que façamos, Deus é nosso amigo. Através do seu infinito amor Ele demonstra que é o Cordeiro Imolado que é o nosso eterno salvador, que preferiu a cada um de nós ao morrer naquela cruz. O amor de Jesus nos leva aonde devemos ir, onde possamos sentir a sua infinita misericórdia.

Como mencionado, em muitos momentos somos aquela ovelha perdida. Em meio a tantas dificuldades e sombras não nos sentimos dignos desse amor, mas somente o amor do Senhor é capaz de nos acalmar e nos levar a desejar a amá-lo assim como Ele nos ama.

Jesus age como o bom pastor que vai ao nosso encontro, que não desiste de nós mesmo quando nós mesmos desistimos. Ele deseja nos amar e por amor quebra nossas pernas e nos carrega em seu ombro, para que assim possamos gastar bom tempo com ele e sentir o seu cheiro para não fugir mais.

Crismandos, no dia de hoje deixem a confiança de vós naquele que é o único que não passa, não gastei tempo com desejos mundanos, buscai alcançar a santidade e suplicai todos os dias: “Maranata, vem Senhor Jesus!”

Que a partir do sacramento do Crisma, o Senhor possa tornar algo novo e transformador na vida de vocês, que vocês almejam conhecer mais a Deus, a Igreja e seus sacramentos. Que tenham intimidade com Jesus e a partir de agora vós possais olhar melhor a vida e buscar viver de modo que mais agrade a Deus.

O Crisma é visto como uma forma de fazer discípulos, de levar a Palavra de Deus, de levar Jesus para as pessoas. Que esse Sacramento seja o início de uma obra nova, que seja sinônimo de transformação na vida de vocês.