Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Dia do Professor: ensinar crianças e adolescentes se tornou um desafio ainda maior com a pandemia. No Saúde e Bem Estar de hoje, o psicólogo Alexandre Scaranto reforça que os professores também precisam cuidar de si mesmos

Por Agência Rádio 2 – 15/10/2021

 

Nos últimos dois anos, o Dia do Professor ganhou uma valorização ainda maior.

Com a pandemia, esses profissionais tiveram que reinventar a forma de ensinar e encarar o desafio de manter os alunos “conectados” nas aulas.

No modo remoto, também foi preciso lidar com as dificuldades dos estudantes, como queda do sinal ou até a falta de um celular ou computador.

A próxima etapa é a readaptação de todos, alunos e professores, ao ensino presencial.

Mas o grande desafio ainda cabe aos mestres que, responsáveis por ensinar e orientar crianças e adolescentes, precisam encontrar tempo para cuidar de si mesmos.

Eu sou a Sig Eikmeier e no Saúde e Bem Estar converso com o psicólogo Alexandro Scaranto sobre os desafios enfrentados pelos professores durante a pandemia.

Entre eles as aulas remotas, que de acordo com o especialista, demandam um desgaste de energia maior que o ensino presencial e não houve tempo para se preparar:

O psicólogo Alexandro Scaranto reforça que os professores têm um importante papel na orientação dos alunos para a prevenção da Covid-19 e isso provoca uma sobrecarga:

O ideal é que os professores busquem apoio para evitar danos à saúde mental, reforça o especialista:

Uma pesquisa feita pela Nova Escola mostra que depois que a pandemia começou, 72 por cento dos professores tiveram a saúde mental afetada e precisaram buscar apoio.

No Dia do Professor, vale lembrar do esforço e dedicação desses profissionais na formação dos indivíduos.