Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Dia de Reis: conheça a história e as tradições

Da Redação – 06/01/2022

 

No dia 6 de janeiro, é celebrado o Dia de Reis, que é popularmente conhecido como o momento em que se encerram as celebrações natalinas e a árvore de Natal é desmontada. Porém, a data carrega consigo uma série de significados e é comemorada das mais diversas maneiras ao redor do mundo.

No calendário cristão, o Dia de Reis marca o momento que três reis magos do Oriente foram visitar o recém-nascido Jesus Cristo. A data é conhecida também como dia da Epifania ou Teofania, isso quer dizer a revelação, chegada ou confirmação de que Jesus teria chegado”.

Na Bíblia, a referência sobre os três magos está no evangelho de São Mateus. O relato conta que dias após o nascimento de Jesus, magos guiados por uma estrela foram visitar e ofertar presentes para o recém-nascido.

Na Bíblia, não especifica serem “três” os reis magos, podendo ser até mais. “Como foram três presentes, existe essa inferência de que cada um trouxe uma oferta.”

Os três presentes têm um papel importante na celebração. De acordo com a narrativa cristã, Deus provê para os seus fiéis sempre que precisarem. Assim, as ofertas dos reis magos eram parte dessa provisão divina. De acordo com Curcio, os presentes foram ouro, incenso e mirra, um óleo muito valioso usado para embalsamar mortos. Sendo que o ouro e a mirra foram essenciais para a sobrevivência dos pais de Jesus quando, para proteger o recém-nascido, fugiram para o Egito.

As tradições da comemoração do Dia da Epifania e da noite de Natal se misturaram ao longo dos séculos. Por exemplo, a troca de presentes acontecia no Dia de Reis, quando de fato os reis magos presentearam o recém-nascido e não na noite de Natal. Por estarem em datas muitos próximas, os hábitos foram se alterando ao longo dos tempos.

Costumes da comemoração do Dia da Epifania

Itália

O professor Ítalo Curcio conta que ainda hoje os mais tradicionais fazem a troca de presentes na véspera do dia 6 de janeiro. Assim como no Brasil, são feitas as ceias de Natal, Ano Novo e ainda uma ceia da Epifania. Uma lenda italiana conta a história de uma bruxa bondosa que presenteava as crianças que fizeram bons atos durante o ano e daria pedaços de carvão ou cinzas para os pequenos desobedientes. Segundo os costumes, crianças devem colocar meias na janela no dia de Reis para receber seu presente.

Espanha

Em menor escala, os mais apegados aos costumes fazem a troca de presentes no Dia de Reis e não no Natal. Ao pôr-do-sol do dia 5 de janeiro, também é feito um desfile com pessoas em roupas típicas tradicionais montadas em cavalos, conhecido como “Cavalgada do Dia de Reis”.

França

A tradição francesa, que também é reproduzida em algumas regiões do Canadá, é bem saborosa. Lá é conhecido o “galette des rois” ou Bolo do Rei. Dentro do bolo existe uma coroa escondida e o felizardo que ganhar a coroa em seu pedaço de doce é o “rei da noite”. “Se, por exemplo, eu virar rei naquela noite, eu tenho o compromisso de no próximo ano ser quem vai ofertar o bolo para outras pessoas”, conta o docente de Educação Cristã. “É uma festa bem bonita, com fartura nas mesas e a preparação semelhante ao nosso Natal”.

Portugal

A Folia de Reis faz parte da tradição portuguesa e começa dia 24 e termina dia 6. As datas marcam quando se levanta e quando abaixa-se o estandarte do Natal.  Um bolo de reis também é ofertado, mas sem a coroa comum na festividade francesa. É um bolo doce com frutas cristalizadas, e o que deve ser achado é uma fava.

América Latina

Na maior parte da América, a tradição Espanhola se mantém. Inclusive, alguns países fazem duas trocas de presentes, uma no Natal e outra no Dia da Epifania.

 

Fonte: CNN Brasil