Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Dia de Combate à Doença de Chagas: Unitaid quer reduzir a transmissão da mãe para o bebê no Brasil

Por Agência Rádio 2 – 14/04/2021

 

Dia Mundial de Combate à Doença de Chagas, comemorado em 14 de abril, chama a atenção para a enfermidade que muitas vezes é negligenciada.

A transmissão ocorre quando, ao ser picada pelo barbeiro, a pessoa coça o local, permitindo que as fezes contaminadas do inseto entrem na corrente sanguínea.

Depois que o parasita se instala no organismo, pode levar décadas para que a doença seja descoberta.

A estimativa da Organização Mundial da Saúde, a OMS, é que nas Américas existam de seis milhões a oito milhões de infectados e que a maioria deles desconheça a condição.

A enfermidade provoca a morte de quatro mil e 500 brasileiros, em média, todos os anos.

Uma iniciativa internacional coordenada pela Unitaid, agência global sem fins lucrativos ligada à Organização Mundial da Saúde, pretende prevenir a transmissão da Doença de Chagas da mãe para o filho.

Apoiada pelo Ministério da Saúde e pela Fundação Oswaldo Cruz, a Fiocruz, a ação será realizada inicialmente no Brasil, Bolívia, Colômbia e Paraguai.

A pedido do governo brasileiro, a Unitaid lançou um edital para financiar pesquisas sobre a Doença de Chagas, com foco na transmissão materno-fetal.

O objetivo do estudo é conseguir curar as mulheres infectadas e, ao mesmo tempo, proteger o futuro de milhões de recém-nascidos.