Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Cresce a procura pela vacina em clínicas privadas; imunizante deve chegar primeiro à rede pública

Por Sig Eikmeier, da Agência Rádio 2

 

População inicia a procura pela vacina contra a Covid-19 em clínicas particulares do País, para tentar se inscrever em listas de espera.

A Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas informa que 30 por cento das ligações recebidas são para pedir informações sobre o imunizante.

O presidente da entidade, Geraldo Barbosa, diz que as pessoas estão muito ansiosas e acreditam que assim que a vacina contra o coronavírus for aprovada ela chegará à rede particular.

No entanto, a previsão é que as clínicas privadas só terão o imunizante a partir do segundo semestre de 2021.

Primeiro a proteção deverá ser oferecida pela rede pública, para a vacinação de quem faz parte do grupo de risco.

O Ministério da Saúde pretende imunizar 140 milhões de pessoas no ano que vem, por meio do Programa Nacional de Imunizações.

As clínicas privadas deverão receber as vacinas depois para complementar a vacinação.

O fato de algumas pessoas poderem pagar pelo imunizante vai ajudar a reduzir os custos financeiros dos governos,  afirma Geraldo Barbosa.