Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Conversar e interagir com os outros melhora a saúde do cérebro, indica estudo

Por Agência Rádio 2 – Imagem de internet –  19/08/2021

 

Ter alguém para conversar traz benefícios para a saúde do cérebro, principalmente quando envelhecemos.

O contato com outras pessoas que demonstrem apoio contribui para evitar o declínio cognitivo, de acordo com pesquisadores da Escola de Medicina de Grossman, da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos.

Eles analisaram dados fornecidos por cerca de duas mil e 100 pessoas, com idade média de 63 anos, que eram acompanhadas ao longo dos anos.

Divulgado pela revista Galileu, o estudo mostrou que aquelas que tinham uma interação social de baixa qualidade na faixa dos 40 aos 50 anos, apresentaram funções cognitivas mais frágeis.

A pesquisa verificou a relação entre o volume cerebral e o padrão de cognição para medir a resiliência cognitiva, ou seja, a capacidade do cérebro funcionar melhor que o esperado com o envelhecimento.

De acordo com os pesquisadores, o estudo mostrou que as pessoas podem adotar medidas para proteger a saúde do cérebro.

Eles acreditam que as interações sociais positivas também contribuem para a prevenção de doenças como o Alzheimer.

Outras medidas importantes para a saúde cerebral são seguir uma alimentação balanceada, dormir bem, evitar o estresse, o tabaco e o excesso de álcool, praticar exercícios e fazer atividades que estimulem a mente.