Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Competências exigidas no mercado de trabalho mudam com a velocidade das novas tecnologias

Por Sig Eikmeier, da Agência Rádio 2

 

Maioria dos profissionais brasileiros sente que faltam competências para atuar no mercado de trabalho.

O percentual é de 94 por cento, acima da média de 83 por cento, verificada em uma pesquisa feita com cinco mil trabalhadores.

Além do Brasil, o estudo ouviu profissionais da Espanha, França, Índia e México.

Entre os profissionais brasileiros, 75 por cento acreditam que são diretamente afetados pela lacuna de habilidades.

Do total de mil entrevistados no País, 91 por cento tiveram que aprender novas competências para atuar profissionalmente de forma eficaz.

Mas apesar do aprendizado, a expectativa de 80 por cento desses profissionais é que dentro de cinco anos as habilidades requeridas para a realização do trabalho vão mudar.

Divulgada pelo Valor Econômico, a pesquisa da plataforma de educação à distância Udemy indica que os conhecimentos exigidos acompanham a velocidade das novas tecnologias.

De acordo com o estudo, as competências digitais técnicas, com 55 por cento, e as de gestão e liderança, com 53 por cento, são as mais valorizadas pelos empregadores.