Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Com disputa entre Trump e Biden, americanos elegem hoje o novo presidente dos EUA

Por Umberto Ferretti, da Agência Rádio 2

 

Americanos elegem, nesta terça, o próximo presidente dos Estados Unidos.

Na verdade, muita gente já escolheu, nas urnas, o republicano Donald Trump, que busca a reeleição, ou o democrata Joe Biden, candidato apoiado pelo ex-presidente Barack Obama.

Isso porque, ao contrário do Brasil, onde a votação acontece num único dia, lá existe sim uma data para a eleição, no caso três de novembro, mas as pessoas podem votar de forma antecipada.

Outra diferença é que nos Estados Unidos o voto é opcional.

Sem falar que, lá, é possível que o candidato com mais votos perca a eleição.

Caso de Donald Trump, eleito em 2016, mesmo depois de ficar atrás de Hillary Clinton, na apuração.

Isso porque o vencedor não é aquele que recebe mais votos da população, mas sim dos delegados eleitorais.

Cada estado tem um número diferente de delegados, com base na representatividade de cada um no Congresso.

E o candidato que for mais votado naquele estado, pela população, fica com os votos de todos os delegados daquele estado.

Por exemplo, o mais votado na Califórnia leva os votos dos 55 delegados da região; já o mais votado no Havaí fica com todos os votos dos delegados do estado, que são apenas quatro.

Por conta dessa diferença, os candidatos muitas vezes focam as atenções naqueles estados com mais delegados, que são considerados estratégicos, como Califórnia, Texas, com 38, Nova Iorque e Flórida, com 29 cada.

Com essas regras, mesmo que as pesquisas tenham mostrado, ao longo da campanha, a preferência do eleitor pelo democrata Joe Biden, a disputa continua aberta.