ChorandoSemParar começa segunda-feira (11) em São Carlos

Em comemoração ao centenário de nascimento de Waldir Azevedo (1923-1980), compositor e instrumentista, autor de obras como “Brasileirinho” e muitas outras que projetaram a música instrumental brasileira no mundo todo, acontece de 11 a 17 de dezembro em São Carlos a 19ª. edição do Festival Internacional de Música Instrumental ChorandoSemParar.  O Festival faz, ainda, uma menção especial ao também centenário de Osmar Álvares de Macedo (1923-1997), criador do trio elétrico e de uma nova sonoridade para a música brasileira e terá como convidado homenageado o jovem instrumentista e cavaquinista baiano, Messias Britto, destacado pela crítica especializada como um dos maiores talentos da música instrumental da atualidade.
O Festival Internacional de Música Instrumental ChorandoSemParar é realizado em São Carlos pelo Projeto Contribuinte da Cultura e pelo Instituto Mário de Andrade (IMA), com apoio da Prefeitura Municipal, e após três anos acontecendo virtualmente e em outros espaços, essa edição marca a volta das apresentações no tradicional palco da Praça “Dr. Christiano Altenfelder Silva”, a Praça XV.
A programação começa na próxima segunda-feira (11), às 20h, no Teatro Municipal de São Carlos com apresentação do convidado homenageado Messias Britto, da grande violinista Vanessa Dourado e do clarinetista Pedro Alliprandini, talento local que ficou muito tempo fora do Brasil, entre outros. A retirada de convites gratuitos será a partir das 18h, na bilheteria do Teatro. Durante toda a semana (12 a 15/12), acontecem atividades formativas e de arte-educação em escolas públicas. No sábado (16), o público poderá acompanhar a passagem de som na Praça XV, seguida de programação com apresentações musicais à noite. No domingo (17), das 10h às 22h, serão 12 horas ininterruptas de apresentações musicais na Praça XV, formato que inspirou o nome do Festival.
Fátima Camargo, diretora do ChorandoSemParar, explica que o Festival sempre tem um homenageado em memória e um convidado homenageado presente, que são artistas que de alguma forma têm ligações musicais fortes. “É o caso do Messias Britto, que tem como grandes inspirações Waldir Azevedo e Osmar Macedo”. Fátima lembra que os repertórios do ChorandoSemParar são preparados durante o ano, especialmente, para cada edição, sempre se destacando pela qualidade técnica e artística do elenco de reconhecimento internacional e pela qualidade musical dos instrumentistas da cidade e região, que juntos tornam o encontro um evento de grande projeção e prestígio junto ao público, à mídia e à crítica especializada.
MESSIAS BRITTO, músico precoce e autodidata, natural de Euclides da Cunha, no sertão baiano, com 12 anos viu um cavaquinho pela primeira vez. Aos 14 anos, conheceu o choro ao ouvir Waldir Azevedo em um disco de vinil, fascinado pelo gênero, formou com amigos o primeiro grupo de choro do sertão baiano, “Os Chorões do Cumbe”.  Vem se destacando como uma das grandes revelações da música instrumental brasileira, em especial no seu instrumento: Cavaquinho!  Recentemente adicionou mais uma corda e o principal instrumento de Messias agora é o Cavaquinho de 5 Cordas: “É uma alegria imensa participar da 19ª. edição do ChorandoSemParar. Este é um ano muito especial para nós cavaquinistas, por comemorar o grande mestre Waldir Azevedo, ícone da nossa música brasileira e as homenagens se estendem a Osmar Macedo, um dos criadores da guitarra baiana e do trio elétrico. Osmar era muito amigo de Waldir Azevedo, grande chorão também, mestre das cordas e pai do grande Armandinho, que estará conosco no Festival. Quero convidar a todos para as apresentações. Será uma festa inesquecível e muito bonita, com grandes músicos”.
SERVIÇO
FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICA INSTRUMENTAL 19º CHORANDOSEMPARAR EM SÃO CARLOS
Dia 11/12 – 20h – Abertura no Teatro Municipal. Entrada franca. Retirada de ingressos a partir das 18h. Participação do Convidado Homenageado Messias Britto e outros convidados.
De 12/12 a 15/12 – Atividades formativas